Associação Sergipana de Supermercados

segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

webmail

Redes Sociais:

facebook twitter
 
 

Publicidade

Sala de Imprensa

Abrasmercado

 As vendas do setor supermercadista acumulam alta de 1,11% de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período de 2016, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS).

 

Em setembro, as vendas do setor supermercadista, em valores reais - deflacionadas pelo IPCA/IBGE apresentaram alta de 3,10% na comparação com o mês de agosto e alta de 4,58% em relação ao mesmo mês do ano de 2016.

 

 

Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram alta de 3,26% em relação ao mês de agosto e, quando comparadas a setembro do ano anterior, alta de 7,25%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 4,84%.

 

“As vendas do setor supermercadista estão baseadas na queda da inflação, que aumenta o poder aquisitivo e gera mais demanda. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês de setembro ficou em 0,16%. No ano, o índice acumula 1,78%, o menor resultado acumulado no ano registrado em um mês de setembro desde 1998 (que registrou 1,42%)”, destaca o presidente da ABRAS, João Sanzovo Neto.

 

 Sanzovo ressalta ainda a previsão de fechamento do setor para o ano de 2017, que se mantém em torno de 1,50%. “As expectativas para os próximos meses estão positivas. A antecipação do pagamento do PIS/Pasep para idosos, que beneficiará 9 milhões de pessoas, e vai injetar mais de R$ 15 bilhões na economia, o 13º salário, que já está começando a ser pago, aliado à queda dos  juros, são alguns fatores que poderão dar um impulso a mais no consumo dos barsileiros.”

 

 Abrasmercado

No mês de setembro, a cesta de produtos *Abrasmercado, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, registrou queda de  -0,42%, passando  de R$ 448,45 para R$ 446,57. Já no acumulado dos últimos 12 meses, a cesta apresentou queda de -7,69%.

 

As maiores quedas de preço no mês de setembro foram registradas em produtos como: cebola, tomate, batata e feijão. Já as maiores altas foram nos itens: xampu, biscoito cream cracker, pernil e cerveja.  

 

Regiões

Em setembro, a Região Norte foi a única que registrou alta nos preços (1,44%), passando de R$ 489,77 para R$ 496,82. A maior queda foi registrada na Região Nordeste (-1,93%). Confira mais detalhes na tabela abaixo:

 

 

*Abrasmercado não é a cesta básica, mas sim, uma cesta composta por 35 produtos mais consumidos nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Abras 

Jornalista Responsável
Emilly Moura
Assessora de Imprensa - Ases
DRT: 1915/Se

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Este conteúdo está sendo produzido. Aguarde.

Associe-se

associe-se

Publicidade