Associação Sergipana de Supermercados

quinta-feira, 24 de Maio de 2018

webmail

Redes Sociais:

facebook twitter
 
 

Publicidade

Sala de Imprensa

Dia da Criança

 

 Após dois anos consecutivos de quedas, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que as vendas associadas ao Dia das Crianças devem movimentar R$ 7,4 bilhões neste ano, alta de 3,4%, sobre o mesmo período de 2016.

 

O resultado, já deflacionado, caso confirmado, será o melhor registrado pelo varejo nesta data desde 2013 (+5,1%).

 

"A perspectiva mais favorável se insere em um contexto mais amplo, no qual a recuperação do mercado de trabalho, inflação baixa e juros em processo de redução permitem um resgate parcial das condições de consumo", aponta Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da CNC.

 

Vestuário se destaca

 

Com avanço esperado de 10,2%, as lojas de vestuário e calçados deverão apresentar o melhor desempenho entre os campeões de venda da data. O comércio de brinquedos e eletroeletrônicos também deverá voltar a crescer neste ano (+5,7%), entretanto, em ambos os casos, as variações positivas esperadas para 2017 não repõem as perdas verificadas no ano passado (-12,2% e -7,6%, respectivamente).

 

A evolução recente do preço médio de 11 bens ou serviços mais demandados durante o Dia das Crianças tem demonstrado que a inflação associada a esta data comemorativa deverá ser a menor desde 2001 (+4,3%). Entre os itens que registraram as menores variações de preço, estão os chocolates em barra e bombons (-5,1%), CDs e DVDs (-0,7%) e brinquedos (2,1%).

 

Outras estimativas

 

Mais otimista que a CNC, uma pesquisa da Fecomércio RJ em parceria com o Ipsos, aponta movimento de R$ 8,8 bilhões nas comprar para presentes no dia 12 de outubro. "Neste ano, o tíquete médio para a compra de todos os presentes está em torno de R$ 138,95, avanço diante dos R$ 118,87 informados em 2016, já descontada a inflação", dizia a pesquisa divulgada ontem (5).

 

No caso do estado do Rio de Janeiro, o gasto médio dos consumidores que informaram que irão presentear no Dia das Crianças será da ordem de R$ 165,57. Estima-se que os 5,6 milhões de fluminenses que irão às compras no período ajudem a injetar cerca de R$ 934 milhões no comércio.

 

De olho na conjuntura econômica, 78% informaram que pretendem adquirir os produtos para a data comemorativa à vista. O percentual cresceu 7 pontos percentuais quando comparado ao mesmo período do ano passado, quando 71% dos brasileiros tinham esta intenção de ir às compras.

 

 

Fonte: DCI São Paulo

 

 

Jornalista Responsável
Emilly Moura
Assessora de Imprensa - Ases
DRT: 1915/Se

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Este conteúdo está sendo produzido. Aguarde.

Associe-se

associe-se

Publicidade